Novela Reis: Gutto Ordoz amenizou o sotaque do interior de SP para viver Tabás em Reis - As Notícias

Novela Reis: Gutto Ordoz amenizou o sotaque do interior de SP para viver Tabás em Reis

Reis, Chamada, Resumo e capítulo de hoje e ontem da Novela, Gutto Ordoz amenizou o sotaque do interior de SP para viver Tabás em Reis.

Reis, Chamada, Resumo e capítulo de hoje e ontem da Novela, Gutto Ordoz amenizou o sotaque do interior de SP para viver Tabás em Reis.
Gutto Ordoz dará vida a um príncipe filisteu em Reis

Para interpretar príncipe filisteu, ator também mudou o visual e deixou barba e cabelos longos.

O ator Gutto Ordoz estará na próxima superprodução da Record TV, Reis. Depois de atuar em Escrava Mãe e nas bíblicas Jezabel e Jesus, o ator dará vida a um príncipe filisteu neste novo desafio em sua carreira.

Príncipe de Gaza, uma das cinco cidades da Filísitia, Tabás é sobrinho do rei Guedór (Anselmo Vasconcelos). Forte e com porte atlético, Tabás não é tão charmoso quanto os outros príncipes, mas é atraente como todo genuíno filisteu. Tem um comportamento mais sério e maduro do que seu irmão Dobár (Hugo Carvalho).

Gutto Ordoz comemora seu quarto trabalho na emissora e destaca os atores de seu núcleo na trama, “Estou em um núcleo com atores muito experientes, dentre eles Anselmo Vasconcelos que será o meu tio Guedór na trama e Sílvia Pfeifer, que será minha Tia Anainér. Estamos na primeira temporada da série e vejo essa escalação como uma responsabilidade muito grande”.

O ator de 36 anos, natural de Ribeirão Preto, interior de São Paulo, conta os detalhes da preparação para este trabalho e revela ter precisado neutralizar seu sotaque para viver este personagem. “Sobre a caracterização, passei por uma transformação radical para dar vida a Tabás. Com barba grande, cabelos longos, tatuagem, brincos, fiquei praticamente irreconhecível. Tive aulas de equitação, workshop de lutas e tive que neutralizar meu sotaque do interior de São Paulo”, contou.

Prevista para estrear em breve, a série Reis será dividida em temporadas e tem direção geral de Juan Pablo Pires com texto de Raphaela Castro. A trama vai abordar a transição governamental de Israel, dos juízes à monarquia.


Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.